Faculdade La Salle de Estrela - Lista dos Aprovados Vestibular de Inverno



Faculdade La Salle
Foto: João André Mallmann

Relação dos aprovados – Vestibular de Inverno - La Salle Estrela-RS

A Faculdade La Salle realizou neste sábado (dia 30 de junho) o seu Vestibular de Inverno 2012/02. A prova foi uma redação, que teve como tema “Violência contra a mulher”.

Os aprovados deverão fazer a matrícula entre os dias 3 e 5 de julho, na Secretaria da Faculdade. O atendimento é feito das 14h às 17h e das 18 às 22h. 

CANDIDATOS APROVADOS 

ESTRELA - PROCESSO SELETIVO 2012/02



Fernando Werle
Aprovado

Leninha Carine Mattes
Aprovado

Aldair José Puntel
Aprovado

Vanderlei Luis Hauschild
Aprovado

Maria Luíza dos Santos
Aprovado

Emely Carniel dos Reis
Aprovado

Tainá Fernanda Meinerz
Aprovado

Felipe Augusto Hiermann
Aprovado

Eduarda Lourdes Lopes
Aprovado

Vanessa Barbieri Costa Gomes
Aprovado

Daniela Larsen Bohn
Aprovado

Igor Roberto Biberg
Aprovado

Bárbara Diecker da Silva
Aprovado

Maicon Luis Kuffel  Victor
Aprovado

Stefani Sara Petter
Aprovado

Tâmila Quaresma
Aprovado

Martina Fensterseifer
Aprovado

Fernanda Pereira Duarte
Aprovado

Ana Carolina Pereira da Silva
Aprovado

Ana Cristina Lagemann
Aprovado

Paula Pacheco Argenti
Aprovado

Cristina Seck
Aprovado

Rose dos Santos
Aprovado

Andrielli Thaíse Ambrosio
Aprovado

João Felipe Webers
Aprovado

Eduardo R. S. Klafki
Aprovado

Júlio César Maria Filho
Aprovado

Natan Wagner de Fraga
Aprovado

Ana Paula Pereira
Aprovado

Eloisa Zard
Aprovado

Douglas dos Santos Conceição
Aprovado

Guilherme Kempler da Silva
Aprovado

Vanessa Kist
Aprovado

Ana Luisa Strehl
Aprovado

Franciele Diedrich
Aprovado

Asta Schneider
Aprovado

Moisés Jean Möllmann
Aprovado

Roger Kronbauer
Aprovado

Nicole M. Mello
Aprovado

Ana Paula Dalberto
Aprovado

Ataídes Dorn
Aprovado

Cristiano Luis Gregory
Aprovado

Jeane Pâmela da Silva
Aprovado

Roque Mateus Hammes
Aprovado

Johny Alexsandro Fritzen
Aprovado

Alisson Alex Eckert
Aprovado

Felipe Roberto da Costa
Aprovado

Douglas José Hauschild
Aprovado

Matheus Müller
Aprovado

Césio Luis da Costa
Aprovado

Victor Joel de Azevedo Diemer
Aprovado

Cristiano Rafael Pinto
Aprovado

Fabíola Stroher
Aprovado

Deise Becker Delwing
Aprovado

Ana Caroline Kautzmann
Aprovado

Bruna Hirt
Aprovado
Luana Käfer
Aprovado

Lisane Volk
Aprovado

Alexandre Zeilmann Weissheimer
Aprovado

Alexsandra Petry
Aprovado

Catiusa Rejane da Rosa
Aprovado

Jair Buth
Aprovado

Sabrina Werle Wendt Hinnig
Aprovado

Aletéia Menezes Carpes
Aprovado

Carlos Henrique Mattes
Aprovado

Mateus Durayski
Aprovado

Jarise Stela Hagemann
Aprovado

Melícia Gabirela Hoff Bohneberger
Aprovado

Eduardo Knecht
Aprovado

Magnon Jones da Silva
Aprovado

Tawan H. Sunahara
Aprovado

Luísa Born
Aprovado

Bruna Schwarz
Aprovado

Ana Júlia Kerpen
Aprovado

Maiara Laís de Castro
Aprovado

Lilian Taís Clasen
Aprovado

Adriano Pretto
Aprovado

Gustavo Henrique Esswein
Aprovado

Daianara Shaiene Padilha
Aprovado

Murilo Schollmeier Werner
Aprovado

Janete Dahmer
Aprovado

Kananda Diendra Scheeren
Aprovado
Natália Lang
Aprovado

Meri Terezinha Haupenthal
Aprovado

Celso Brönstrup assina licença ambiental de implantação de nova aldeia Kaigang em Estrela


Licença ambiental

O prefeito Celso Brönstrup assinou, na manhã desta sexta-feira (29/06), a licença ambiental da implantação de nova aldeia Kaigang em Estrela. 
O ato aconteceu no Salão Nobre da Prefeitura e foi testemunhado pela vice-prefeita Irene da Silveira e pelos secretários municipais. 
De acordo com a secretária de Meio Ambiente e Saneamento Básico, Ângela Schossler, foi emitido pelo Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT), em 27 de junho de 2012, o Ofício nº 070/2012, encaminhado pelo Fiscal do Contrato Engº Hiratan Pinheiro da Silva, contendo o encaminhamento do órgão federal IBAMA que “reitera que o licenciamento ambiental poderá ser realizado pelo órgão municipal de meio ambiente”. 
Com base neste documento, explica Ângela Schossler, foi emitida a Licença Ambiental nº 023/2012, autorizando a Superintendência Regional do DNIT no Estado do Rio Grande do Sul a promover a atividade de: Implantação da Nova Aldeia da Comunidade Kaigang de Estrela. 
Composta por Casa de Fala, Escola Kaigang, Casa de Artesanato Indígena e 29 residências de alvenaria projetadas com inspiração em elementos Kamé-Kairu da cultura Kaigang, além da implantação do caminho interno. 
A Comunidade Kaigang de Estrela está localizada na BR 386, entre os Kms 360,065 e 360,445 em gleba de 67.190,5 m2. 
Ao sul encontra-se a Estrada Municipal Frei Leonardo Braun. 

Os responsáveis técnicos pelo projeto são: 
Geólogo Pablo Souto Palma – ART 6352115 
Engenheiro Civil Luiz Carlos Gonçalves Trindade – ART 5975111 
Engenheiro Florestal Luiz Fernando Barrios – ART 6354222 
Engenheiro Ambiental Cristiano Gomes – ART 6356256 
Bióloga Laura Marchi Gomes – ART 07-0603/12 
Técnico em estradas e Técnico em Hidrologia Jorge Henrique Packeiser – ART 6356848 

A Secretaria de Meio Ambiente e Saneamento Básico analisou o estudo técnico e realizou vistoria in loco no dia 06 de junho com equipe técnica multidisciplinar, com a finalidade de averiguar os dados do projeto e sua possibilidade de implantação. 
Ângela Schossler explica que “a vistoria foi realizada após análise do Estudo de Impacto Ambiental, dez dias após o encaminhamento da documentação por parte do DNIT, sendo considerado um processo com alto grau de prioridade dentro da Prefeitura de Estrela”. 

Texto e foto: ILOCIR JOSÉ FÜHR

Escola de Ensino Médio Estrela - Alunos jogam Bolão na SRB

Jornal O Informativo do Vale - 29 de junho de 2012

Cervejaria Estrela




Cervejaria Estrela – Problemas com abastecimento de água em 1938
Texto: Airton Engster dos Santos

A fábrica de cervejas e bebidas sem álcool Estrela, da Viúva de Luiz I. Müssnich manifestou preocupação junto a Prefeitura com relação ao abastecimento de água no município no dia 13 de setembro de 1938.
Acontece que seu falecido marido mandou construir em terreno de sua propriedade, na Rua Geraldo Pereira, um poço artesiano para abastecimento de água de sua propriedade e principalmente para fábrica de cervejas em 1927.
Em 1934, a Prefeitura Municipal mandou perfurar outro poço artesiano próximo a sua propriedade, que atingiu o mesmo lençol freático do Poço da Fábrica de Bebidas, diminuindo desta forma seu volume.
Tal situação prejudicou grandemente a fábrica, visto que a água produzida pelo poço da empresa não mais podia satisfazer as necessidades da mesma.
A proprietária solicitou então à Prefeitura para reconhecer as dificuldades da empresa e autorizar a ligação hidráulica de um cano no poço do município a fim de abastecer a fábrica de cervejas. Pediu ainda para o fornecimento de a água ser de forma gratuita por tratar-se de um direito e justiça, no que não concordou o então prefeito Edmundo Alfredo Steyer.
Mais tarde novos poços artesianos foram abertos e os problemas no abastecimento de água foram solucionados, tanto para população como da Cervejaria Estrela.
Nesta época muitas famílias no município de Estrela, ainda tinham poços próprios ou cisternas que captavam água da chuva para abastecimento das habitações.

Texto: Airton Engster dos Santos


Rádio Alto Taquari de Estrela








Rádio Alto Taquari - Uma vida a serviço da comunidade
Pesquisa e texto: Airton Engster dos Santos
Em 10 de julho de 1948, na presença de autoridades municipais e estaduais, inaugurava-se a pioneira emissora Rádio Alto Taquari de Estrela. A primeira no Vale do Taquari. 

O projeto foi idealizado por Arnaldo Ballvé, juntamente com empreendedor, Adão Henrique Fett, mesmo sendo pequena a comunidade com poucos receptores de rádio. 

Os estúdios da Rádio Alto Taquari, funcionavam inicialmente nos altos do prédio da Importadora Alto Taquari de propriedade de Adão Henrique Fett, transferindo-se na década de 60 para o Abrigo Municipal, localizado na praça Menna Barreto. Desde 1974, a Rádio opera no 2º andar do Edifício Princesa, na Rua Fernando Abott, no centro do município. 

O parque dos transmissores funcionou inicialmente no moro do Colégio Martin Luther. Em 1972 a emissora adquiriu uma área na chacrinha em Arroio do Ouro, onde está instalada a antena. Um prédio no local abriga os transmissores. 

A Rádio Alto Taquari, teve ao longo de sua história três prefixos ZYN 9, ZYH 81 e ZYK 241. A potência da emisora também teve uma evolução constante 100 watts, 250 watts, 1.000 watts e 5.000 watts. 

Alguns nomes fizeram e fazem parte da história dessa emissora: Paulo Amaro Salgado, que, na condição de Diretor do Grupo Emissoras Reunidas, teve importante participação no momento de decidir pelo Município de Estrela para a instalação da Rádio, da qual veio a ser o primeiro gerente. 

Os primeiros locutores esportivos da Rádio foram Afonso Reis e Oscar Chaves Garcia – pai do jornalista da Rede Globo Alexandre Garcia. Foi Oscar Chaves Garcia que recuperou as tradições germânicas dos bailes de kerb na região, das gildas e dos gols espichados. 

Ataíde Ferreira, grande locutor e excelente cantor. Apresentou, em parceria com Antonio Carlos Porto, o primeiro programa de auditório, que se chamava Bazar de Novidades, que ia ao ar após as missas de domingo, lotando as dependências da Rádio. O programa lançou muitos artistas locais, e Ataíde Ferreira ocupou, depois, por longo período, o cargo de gerente da emissora. 

Antônio Carlos Porto, grande comunicador, construiu sua sólida reputação com trabalho sério e competente. Fez sucesso na Rádio Alto Taquari, transferindo-se depois para Porto Alegre. Adolfo Ziebell, gerente e músico, deu início às danças tradicionais do Festival do Chucrute na década de 60. 

Da equipe do rádio-teatro participaram Eunice Lopes, Miss Estrela e Vale do Taquari; Neli Lenhardt, também produtora de programas da Rádio; e Beatriz Porto, irmã de Antônio Carlos Porto. 

Grandes locutores, que abrilhantaram o quadro da emissora, Petrônio Cabral, Sérgio Zambiasi, João Carlos Terlera, Walmor Bergesch, Érico Sauer, Odone Neves, Renato Paz, Adauto Azevedo e Gerson Teixeira. Outros nomes que passaram pela emissora e ligados a comunicação no Vale do Taquari: Oswaldo Carlos van Leeuwen, hoje, consagrado empresário, é proprietário do Jornal O Informativo do Vale. Também o jornalista Paulo Roberto Pochmann de Quevedo, Diretor e Editor do conceituado Jornal Folha de Estrela. 

Gerentes com excelente atuação pode-se destacar os Srs. Waldir Sudbrack, Vilmar Borges de Quevedo, Luiz Alberto Vargas, Silva Filho, Luiz Carlos Freitag e Lauro Schmitt, além de outros profissionais. 

Preservando as tradições dos colonizadores, a Rádio Alto Taquari sempre se destacou por promover, além de uma programação de alto nível, grandes eventos sociais, esportivos e culturais, valorizando os artistas locais e promovendo a integração da comunidade. 

Programas de auditório, shows, Festa de Maio – Femai, com apoio do Município, grande exposição, feira, com centenas de expositores e atrações especiais, comemorativa ao aniversário de Estrela. Concursos de beleza, como a Rainha das Praias do Taquari e o Baile das Debutantes, mais tarde assumido pela Soges, o Festival da Criança, e ainda, Chegada do Papai Noel, são exemplos de alguns eventos já promovidos pela Rádio. 

O apoio às promoções de outras entidades em acontecimentos esportivos, bailes especiais, noite de cultura, comemorações cívicas e exposições, comprova a integração, a harmonia, a sintonia existente entre a emissora e a comunidade do Vale do Taquari. 

Contava com uma equipe de profissionais de altíssimo nível, que atuava com entusiasmo e competência, registrando fatos e acontecimentos da Região e levando ao ouvinte musica, esporte e informação. Os profissionais dessa emissora estavam sempre atentos aos anseios da comunidade. 

Funcionários da Rádio Alto Taquari em 2008: Alice Dannebrock, Alexandre Zeilmann Weissheimer, Alexandre Norberto Engster dos Santos, Clori Antônio Borges, Fernando Joriz, João Pedro Stacke, Joilson Marcelo Pereira, Lauro Evaldo Schmitt, Luis Alberto Ruschel, Luis Fernado Wagner, Marlize Pletsch, Patrícia Hoss, Silvia Maria Vargas, Taís Cristina Pinheiro, Tiago Fabrício Cardoso, Inácio Antônio Schmitt e Jonas Klein. 

Fundador da Rádio Alto Taquari: 

Conversamos com o casal, Sr. Rubem Ruschel que foi subprefeito do distrito sede de Estrela e Sra. Eva Fett Ruschel, filha de Adão Henrique Fett, fundador da Rádio Alto Taquari conjuntamente com Arnaldo Balvé. Fomos gentilmente recebidos no escritório da família Ruschel, localizado no Centro de Estrela, quando relembramos a trajetória do dinâmico ex-prefeito: 

Adão Henrique Fett foi prefeito de Estrela, em dois mandatos (1951-1955 e 1963-1969), deputado estadual eleito suplente em 1958 assume vaga de titular no ano de 1960 em substituição a Manoel Braga Gastal. Fett foi também empresário no Vale do Taquari, nascido em 12 de agosto de 1904, em Bom Retiro do Sul, filho de Jorge Fett e Paulina Arnt. Faleceu em 22 de outubro de 1984, sepultado no Cemitério Evangélico de Estrela junto com sua esposa Darcyla Einloft Fett. 

Com apenas 18 anos de idade, Adão Fett foi ao Rio de Janeiro assistir os festejos do centenário da Independência do Brasil. No mesmo dia das comemorações foi oficialmente inaugurada a sete de Setembro de 1922 a primeira rádio do Brasil, "Rádio Sociedade do Rio de Janeiro". 

Com um transmissor de 500 watts, da Westinghouse, no alto do Corcovado - RJ, para 80 recepts. O primeiro programa foi o discurso do Presidente Epitácio Pessoa. A Instalação de fato aconteceu aos 20 de Abril de 1923 com Roquete Pinto e Henry Morize. 

Adão Henrique Fett não teve dúvidas, motivado pelos acontecimentos no Rio de Janeiro aprendeu os rudimentos de comunicação por rádio, e foi pioneiro como radioamador no Vale do Taquari. Foi o primeiro a montar aparelhos receptores de rádio. 

Em 1941, por ocasião da maior enchente já verificada no Rio Taquari, Adão Henrique Fett, passava as informações da região para defesa civil estadual através do Rádio Amador PY 3IL. 

Nesta época Fett fez grande amizade com Arnaldo Balvé, que também era radioamador e proprietário da rede de rádios Reunidas. Inclusive Balvé viria a tornar-se padrinho de casamento de Eva Fett Ruschel. 

Em 1948 resolveram criar a Rádio Alto Taquari de Estrela. As dificuldades eram enormes. Adão Fett providenciou tudo, antena e local para estúdio junto ao prédio da Importadora Alto Taquari. 

A estação de rádio estava instalada, agora havia mais um obstáculo a ser superado: A população não tinha receptor de rádio. Adão Henrique Fett mandou confeccionar 2.000 aparelhos dos afamados rádios CLIPPER, já tão conhecidos no Brasil, fabricados por Assumpção S.A., em São Paulo. 

Mas havia outro problema maior ainda, a energia elétrica era pouca para funcionamento dos rádios. As redes elétricas não alcançavam a maioria das residências. Lá foi Adão Henrique Fett providenciar cata-ventos para carregar baterias que serviram para alimentar os rádios. A partir de 1951, como prefeito investiu na produção de energia na Cascata de Santa Rita. 

D. Eva Fett lembra que muitas pessoas informavam por carta sobre o recebimento do sinal das ondas da Rádio Alto Taquari. Nos dias de aniversário da Rádio aconteciam grandes festividades. D. Eva disse que a fundação da Rádio Alto Taquari foi um marco para toda região. Falou dos comunicadores Oscar Chaves Garcia, Ataíde Ferreira e Talo Porto com grande desempenho nos microfones da emissora. Destaca outros membros da primeira equipe da Rádio: Maria Silvia Schütz, Rovena Chilardi, Geraldo Fonseca e Telmo Gastão Fischer. Todos iniciaram em julho de 1948. Na festa de 1968, por ocasião do 20° aniversário da Rádio Alto Taquari de Estrela, Frederico Arnaldo Balvé foi homenageado. Neste mesmo dia a Rádio recebeu título de ‘Utilidade Pública” em solenidade realizada na Câmara Municipal de Vereadores. 

O Sr. Rubem Ruschel destaca os desafios para produção de energia quando Adão Henrique Fett como prefeito investiu dois milhões de cruzeiros e estendeu rede elétrica até o distrito de Roca Sales, naquela época território de Estrela. 

Homenagem 

Prefeito Adão Henrique Fett – Nome da ponte sobre o Arroio Estrela, com acesso ao Bairro Centro pela Avenida Rio Branco e Coronel Müssnich e nome de rua no Loteamento Popular III. Arnaldo Balvé - Nome de rua em Estrela, no Bairro dos Estados. 

Profissionais de Soledade: Zambiasi, Lauro Schmitt e Reichembach: 

No início da década de 1970, Vilmar Borges de Quevedo, foi buscar na Rádio Cristal de Soledade-RS três profissionais que fizeram história na Rádio Alto Taquari. Na ordem vieram João Antônio Reichembach, Sérgio Pedro Zambiasi e Lauro Evaldo Schmitt. Em soledade os três jovens já tinham iniciado juntos na carreira de comunicares. Na medida em que foram cumprindo o Serviço Militar vieram para Estrela. 

Sérgio Zambiasi, hoje Senador pelo Rio Grande do Sul, chegou a Rádio Alto Taquari em 1971. Afirma que Estrela foi um marco especial em sua vida. “Tenho uma história íntima e muito próxima do povo de Estrela. O cara que foi acolhido na Rádio Alto Taquari hoje é Senador da República. Deixei minha história em Estrela para buscar novos horizontes em Porto Alegre. Vim de Soledade, trabalhei com o Lauro, com o Luca na Rádio de Estrela. Morava na Pensão da Vava”. Disse em 2004, quando esteve em Estrela para compromissos como Senador: “Vocês são responsáveis por eu ser Senador... primeiro me acolheram na Rádio Alto Taquari, depois votaram em mim maciçamente para Senador”. Estava emocionado. 

Lauro Evaldo Schmitt, iniciou em 1972 suas atividades na Rádio Alto Taquari. Chegou a gerencia. Lauro é o mais antigo profissional da Rádio com 36 anos de serviços prestados. Apresenta o programa Realidade e Rádio Jornal do Vale ao meio dia. Recebeu o título de Cidadão Estrelense e mais recentemente título de Cidadão de Imigrantense. Lauro fala com saudade da época em que Quevedo foi buscá-los em Soledade. “Chegamos muito jovens a Estrela, mas fomos bem acolhidos. Aqui casei, constitui família e sou feliz”. Lauro conhece de cor a história da emissora. Lembra que Reichembach e Zambiasi que chegaram um ano antes. Amigo de Zambiasi disse que o mesmo é muito competente e ganha ouvintes pela forma interessada como trata os diversos assuntos que dizem respeito à cidadania. “Ele sempre foi assim... É o rei do estúdio, finaliza Lauro”. 

Equipe Esportiva da Rádio Alto Taquari 
Emoção nos gramados e ginásios... 

A pioneira rádio do Vale do Taquari, sempre acompanhou de perto o futebol regional e principalmente os campeonatos amadores e a trajetória do Estrela-FC, desde os tempos em que surgiu a emissora em 1948. 

A equipe esportiva "Show de Bola" narrou e comentou os mais marcantes fatos esportivos da cidade como a participação do Estrela FC na primeira divisão do futebol do Rio Grande do Sul, na década de 1970 ou na segunda divisão do certame Gaúcho nos anos subseqüentes. 

Também deu cobertura e incentivou outras competições ao longo dos anos, principalmente promovidas pela LEFA - Liga Estrelense de Futebol Amador ou de clubes sociais como SOGES e Sociedade Rio Branco, principalmente futebol-sete ou salão. 

Também transmitiu finais de campeonatos como o Gaúcho, entre Grêmio x Juventude em 2007; Internacional x Juventude em 2008; as finais da Copa Libertadores da América de 2006 entre São Paulo e Internacional; entre Grêmio x Boca Junior em 2007. Transmitiu inclusive alguns jogos do Campeonato Brasileiro de Futebol. 

Transmitiu de forma ao vivo (direto dos ginásios) os Campeonatos Brasileiro e Gaúcho de Basquetebol. 

Alexandre dos Santos, membro da Equipe de esportes da Rádio Alto Taquari, lembra que ao longo dessa história esportiva da rádio, nomes consagrados passaram pelos microfones da emissora como Antônio Carlos Porto, Afonso Reis, Luiz Carlos Freitag, Oscar Chaves Garcia e Érico Sauer, dentre muitos outros. Ressalta também colegas que atuaram nas jornadas esportivas nos últimos anos como Adauto de Azevedo, Clori Borges, Gerson Teixeira, Paulo Tavares, Luis Fernando Wagner, Paulo Finck e Verner Dahmer (falecido em acidente de trânsito) além da equipe técnica: Inácio Antônio Schmitt e Anderson Pereira da Silva. 

Alexandre disse ainda que "Em nome dos antigos companheiros, agradeço pelo carinho que nos foi dispensado no longo desses anos, obrigado". 

Morte trágica de radialista 

Talvez um dos momentos mais difíceis para Rádio Alto Taquari foi o acidente que vitimou o Comunicador Verner Dahmer. O radialista da Rádio Alto Taquari, de Estrela, morreu em 04 de janeiro de 2008, num acidente de trânsito no quilômetro 46 da RS-129, na estrada que liga Estrela a Colinas. Dahmer dirigia o Gol placas AKL-4146, unidade móvel da rádio, no sentido Colinas-Estrela, quando perdeu o controle da direção e chocou-se de frente com o caminhão placas IMY-7345, de Colinas, dirigido por Nélson Gattermann (56). Chovia no momento do acidente e Verner não conseguiu controlar o carro. Deixou a esposa Rose e dois filhos. Ele foi enterrado em Westfália.
O radialista estava há seis anos na Rádio Alto Taquari. Ele apresentava três programas na Emissora: Alegria 820, durante a semana, das 16h às 18h30min; Domingo em Festa, aos domingos, das 6h às 7h; e Alto Taquari Faz a Festa, também aos domingos, das 11h às 13h. Ele ainda costumava cobrir jogos de futebol para a Rádio Alto Taquari e animar bailes da terceira idade. 

Hoje a Rádio Alto Taquari não existe mais, foi adquirida pelo Grupo Independente de Lajeado, e funciona com o nome de Rádio do Vale, mas como AM 820. 

Pesquisa e texto: Airton Engster dos Santos 

Referência: 
Rádio Alto Taquari ZYK 241 – 820 Khz – 40 anos – Editado em 1988, 
Grande Expediente Assembléia Legislativa RS – 2003 – Rádio Alto Taquari – 55 anos, 
Diálogos com Rubem e Eva Fett Ruschel, Sérgio Zambiasi, Lauro Evaldo Schmitt e Alexandre dos Santos. 
Imagens: Aepan-ONG

Lothar Hessel




Lothar Hessel 
O Município de Estrela – História e Crônica 

Desde que li a obra de Lothar Hessel “O Município de Estrela – História e Crônica”, editado em 1983, fiquei maravilhado com a riqueza de detalhes e informações, incluindo dados e curiosidades que o livro apresenta em suas páginas repletas de emoções em cada passagem. 

Guardo com muito carinho o livro que recebi de presente do ex-prefeito Gabriel Aloísio Mallmann que serve como fonte de pesquisas constantes para mim e meus familiares. 

Em 16 de maio de 2005 tive a honra de conhecer pessoalmente o historiador Lothar Hessel. Juntamente com outros dois amigos fomos a Porto Alegre para buscar o Professor que recebeu naquele dia a Título de Honra ao Mérito da Câmara Municipal de Vereadores. 

Foi um momento de grande emoção, viajar mais de 100 Km ao lado do historiador que desde 30 de outubro de 1964, era membro da Academia Rio-Grandense de Letras, a qual presidiu de 1972 a 1974. 

Imediatamente estabeleci um diálogo com Lothar Hessel que nos contou sobre as dificuldades para montagem do seu livro que foi encomendado e incentivado no mandato do ex-prefeito Hélio Musskopf, mas que foi editado no início do segundo mandato de Gabriel Aloísio Mallmann em 1983. Inclusive nos falou sobre as dificuldades econômicas para editar o Livro. Recorreu a alguns amigos e instituições para conseguir concluir o projeto. 

O professor Lothar que era Diplomado em Letras Neolatinas pela Faculdade de Filosofia da Ufrgs, em 1951, no ano seguinte. Fez curso de especialização nas Universidades de Santiago do Chile, em 1953, e de Madrid, em 1958-1959, parecia muito lúcido apesar dos seus 90 anos de idade, apenas com alguma dificuldade para se locomover. Perguntado sobre sua condição excepcional, nos disse não haver segredo: “alimentação saudável e sono, é muito importante dormir a noite” afirmou. 

Falou com saudades do tempo em que trabalhou na Livraria do Globo, atuando na seção de Dicionários e Enciclopédias (1944-1947). Em 1975 colaborou com centenas de verbetes para o Novo Dicionário Aurélio (Aurelião), de Aurélio Buarque de Holanda Ferreira (Rio, Ed. Nova Fronteira). 

Outros livros publicados por Lothar Hessel: O teatro jesuítico no Brasil (1972); O teatro no Brasil da Colônia à Regência (1974); O teatro no Brasil sob Dom Pedro II (1979); O Partenon Literário e Sua Obra (1976); Teatro no Rio Grande do Sul (1998); O Município de Estrela - História e Crônica, em 1983 e reeditado em 2004; O Teatro no Brasil sob Dom Pedro II (1986); CIPEL. 20 Anos de Pesquisas (1987); Momentos Culturais Sul-Rio-Grandenses (1990), Europeus vistos de perto - 1966, em 1994, e O Município de Imigrante - Registros e Memórias, em 1998. 

O professor Hessel também era membro do Instituto Histórico de São Leopoldo, desde 1976, do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul, desde 1984, e do Instituto Histórico e Geográfico do Vale do Taquari, desde 1999. 

No final da viagem, já em Estrela o ex-professor da Ufrgs e da Unisinos autografou o livro que há muito tempo eu guardava com desvelo. Escreveu a seguinte dedicatória: Para: Airton Engster dos Santos, com amizade nova de Lothar Hessel... Estrela, 16 de maio de 2005. 

Infelizmente o ilustre filho de Estrela Lothar Francisco Hessel, nascido em 31 de março de 1915, e que percorreu diversos países da América do Sul e da Europa realizando conferências e colaborando com periódicos editoriais faleceu no dia 24 de agosto de 2007. 

Texto: Airton Engster dos Santos 
Fonte de dados: Lothar Hessel e Clipagem Aepan-ONG 

Acadêmicos da La Salle de Estrela, fazem visitas técnicas a vinícolas da Serra



Acadêmicos fazem visitas técnicas a vinícolas da Serra

Na Faculdade La Salle, a aprendizagem também se dá na prática. Por isso, são frequentes as saídas de campo dos acadêmicos. No dia 23 de junho, os alunos da disciplina de Introdução à Administração estiveram em Bento Gonçalves.

Os acadêmicos fizeram visitas técnicas à Vinícola Pizzato e à Casa Valduga, onde puderam verificar os processos administrativos, de produção e de comercialização do vinho. Além disso, fizeram um tour pelas vinhas das vinícolas para conhecer a planta produtiva das indústrias.

A visita foi acompanhada pelo professor da disciplina de Introdução à Administração da Faculdade La Salle, Diego Silva, e pela coordenadora dos cursos de Administração e Gestão Financeira da instituição, Lígia Mallmann.

Estrela-RS - Arraiá do Comércio foi sucesso absoluto



Arraiá do Comércio

Numa promoção da Rádio Sorriso, com o apoio da Prefeitura de Estrela e da CACIS, aconteceu na noite desta segunda-feira, dia 25, o Arraiá do Comércio
Além do casamento na roça, foi feita a escolha do comerciário melhor caracterizado. A vencedora foi Lisiane Batista do Amaral, escolhida por voto popular. Lisiane ganhou como premiação um passeio de Maria Fumaça, gentilmente oferecido por Dreams Viagens e Turismo. 

A animação da festa esteve a cargo das bandas Ébano e Vanera que agitaram os participantes com muito canto e dança. 

O quentão é a pipica fizeram parte desta tão tradicional festa junina. Veja momentos da programação.

Texto e fotos - CDL de Estrela