Prefeitura de Estrela-RS - Edição noturna do Caminhada pela Vida reforça luta contra o câncer


Edição noturna do Caminhada pela Vida reforça luta contra o câncer

Estrela pretende atrair entre 700 a mil pessoas em seis horas de caminhada no Parque Princesa do Vale: entidades e empresas serão mobilizadas. Este ano é edição noturna

Estrela se posiciona vigorosamente tentando exercer influência sobre as pessoas para conscientizá-las da importância de fazer exames para detectar de câncer. Além do Outubro Rosa que marca ações que vingam no sentido de chamar atenção para o propósito, novembro é outro mês crucial. No dia 27 do próximo mês, a cidade se mobiliza para a Caminhada pela Vida. Serão seis horas ininterruptas de atividades no Parque Princesa do Vale, das 18h à meia-noite numa provocação saudável para incitar pessoas a irem até o Parcão mostrar o engajamento em uma causa nobre: vencer a batalha contra o tumor. “Escolhemos a data de 27 de novembro porque é o Dia Nacional de Combate ao Câncer”, enfatiza o secretário da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Smel), Júlio Saldanha Pereira. A Smel promove o evento em parceria com a Liga Feminina de Combate ao Câncer e a expectativa é atrair entre 700 a mil participantes. “Como a edição é noturna queremos chamar trabalhadores, estudantes, entidades e seus representantes.

A Liga estima um grande empenho da sociedade. “Esperamos ter uma grande adesão da comunidade porque no fim da tarde o parque tem um movimento natural. O horário ficou mais adequado”, salienta a presidente Anelise Haussmann, que considera o evento importante pelo alerta que ele impõe. “Quem se ama e ama a família cuida de si e faz os exames.”

O Parcão também receberá a estrutura da Secretaria da Saúde que estará lá no dia com ambulância e fornecendo panfletos explicativos. Não é preciso fazer inscrições prévias e nem caminhar as seis horas diretas. Os interessados em participar podem chegar no Parcão e dar sua volta de estímulo contra o tumor. 

Camisetas

A batalha contra o câncer é tanto feminina quanto masculina. Por isso, na camiseta que está sendo vendida para o evento as cores rosa e azul simbolizam o entrelaçamento da meta. “O Outubro Rosa marca o mês de enfrentamento ao câncer de mama. Em novembro, a luta é para chamar atenção para o câncer de próstata”, explica Saldanha.

As camisetas comercializadas pela Liga estão sendo vendidas na Smel e na sala da própria Liga ao preço de R$ 15. O dinheiro será revertido aos pacientes em tratamento de câncer.

Fique atento
O que: Caminhada pela Vida
Quando: 27 de novembro, a partir das 18h
Onde: Parque Princesa do Vale em Estrela
Objetivo: alertar para cuidar da saúde no Dia de Combate ao Câncer 

Matéria: Andreia Rabaiolli 
Fotos: Arquivo Assessoria de Imprensa

CAMINHADA PELA VIDA
Ano passado, evento reuniu homens e mulheres numa jornada de 12 horas

SMEL - jogos escolares de Estrela - Vôlei movimenta jogos escolares no Cristo Rei


Vôlei movimenta jogos escolares no Cristo Rei

Saques e cortadas em cena nas quadras do Centro Comunitário Cristo Rei nesta terça-feira: é a sexta etapa dos jogos escolares

A sexta etapa dos jogos escolares de Estrela coloca em destaque o vôlei, segundo esporte mais disputado no Brasil. As partidas, realizadas nesta terça-feira (21) no Centro Comunitário Cristo Rei, mobilizam mais de cem alunos de 8 a 17 anos. Os jogos escolares são organizados pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Smel). Segundo o secretário Júlio Saldanha, alunos da rede estadual, municipal e particular se enfrentam em 18 jogos, disputados todos no mesmo dia. Em cena, competência para dar saque, cortadas e se defender do time oposto. “O vôlei tem um apelo muito forte no Brasil. Estrela mantém um bom nível de qualidade entre atletas escolares”, frisa Saldanha.

Aprendizado

A estudante Jéssica Silveira (15) joga vôlei há cinco anos e diz que sua aprendizagem com o esporte foi além da categoria. “Aprendi muitas coisas não só para o vôlei, mas para a vida.” Para ela, iniciativas como os jogos escolares servem para estimular a competição saudável e os hábitos esportivos.

Nos jogos escolares já foram disputadas as etapas de xadrez, handebol, basquete, futebol, futsal. Em novembro, é a vez da última: atletismo. 

Matéria e fotos: Andreia Rabaiolli

Escola Estadual de Ensino Fundamental Madre Branca visita a Secultur


Música e fotos quase centenárias proporcionam dia diferente a estudantes na Secultur

Recepcionada com música, Escola Estadual de Ensino Fundamental Madre Branca visita a Secultur. Crianças aprendem sobre a escadaria, quase centenária, em mostra fotográfica.

Uma escadaria quase centenária que por décadas foi um ponto estratégico de movimento da cidade de Estrela, fotos antigas e crianças curiosas por novidades. Assim transcorreu a manhã da segunda-feira (20) na Secretaria de Cultura e Turismo (Secultur): alunos da Escola Estadual Madre Branca visitaram a exposição “Noventa anos da Escadaria de Estrela” e depois puderam conferir as estátuas que estavam nas imagens com as reais. “Nós levamos os alunos até a escadaria da Chá-Chá Pereira, onde estão as estátuas popularmente conhecidas como Adão, que representa o comércio de Estrela e Eva, que significa a indústria”, informa a historiadora Letícia de Oliveira. A manhã diferente teve ainda apresentação de escaletas do Núcleo Cultural, com a regente Zuleica Rambo e café da manhã para integrar a Secultur, os músicos do Núcleo Cultural e os alunos.

Conforme Letícia, no mês da criança, a Secretaria de Cultura e Turismo fez dois momentos diferentes com a Escola Estadual Madre Branca. O primeiro deles ocorreu no dia 17 de outubro quando a equipe junto com o grupo de voluntários Corrente do Bem entregou brinquedos a 28 crianças da escola. “Professoras procuraram a Secretaria perguntando o que nós poderíamos fazer para tornar mais especial o Dia das Crianças para os alunos da escola. Então colaboramos, assim como o grupo Corrente do Bem.”

Exposição

“A Mostra Fotográfica 90 anos da Escadaria” está em exposição na Secultur até o dia 31 de outubro. Organizada pela historiadora, as 20 imagens, algumas quase centenárias, relatam a trajetória de uma obra que foi inaugurada em 1924 com a finalidade de dar acesso ao primeiro porto em Estrela. “Durante décadas ela foi o ponto de entrada na cidade e impulsionou a economia. Ali chegavam as mercadorias do porto”, explica Letícia.

Obras

Ponto turístico, a escadaria está sendo revitalizada pelo Governo de Estrela com verbas do Governo Federal. “A União repassa R$ 97,5 mil. Em contrapartida, o Governo de Estrela destina R$ 5.473 mil”, informa Eduardo Henrique Locatelli. Está sendo refeito o acesso a escada que antigamente ligava ao rio. Serão colocados balaústres, piso, iluminação e transferidas as duas estátuas. “Estamos contemplando o projeto original.”

Matéria: Andreia Rabaiolli

Jornal da cidade de Estrela-RS - Folha de Estrela - 16 de outubro de 2014















Conselho Municipal do Meio Ambiente de Estrela (Condema) promoveu na quinta-feira (16) uma reflexão sobre a qualidade dos alimentos


Agricultura familiar orgânica é vocação para um planeta saudável

Para marcar o Dia da Alimentação, Codema promove palestra na Faculdade La Salle e faz um alerta: “o veneno está na mesa.” Existem boas alternativas

O Conselho Municipal do Meio Ambiente de Estrela (Condema) promoveu na quinta-feira (16) uma reflexão sobre a qualidade dos alimentos que a região e o mundo vem colocando à mesa. A palestra “Alimentar o mundo, cuidar do planeta” - realizada durante a tarde na Faculdade La Salle - marca o Dia da Alimentação alertando para o consumo de produtos orgânicos e sem agrotóxicos, que possam contaminar os alimentos e o meio ambiente.

O presidente José Inácio Birck, enfatiza que o Condema está preocupado com a escala com que as pessoas consomem produtos não saudáveis. “O veneno está na mesa de todos”, frisa, observando que um documentário de mesmo nome causou repercussão entre os integrantes do Conselho. “Esse tema nos impressionou e queremos fazer algo para expandir a alimentação saudável.” Para ele e o Condema, a vida não é apenas alimentação com agrotóxicos. Prova disso está nas formas alternativas, como o consumo de produtos cultivados sem produtos tóxicos: os orgânicos possuem selo de referência. Com técnicas ecológicas é possível produzir pequenas hortas em apartamento. É evidente que é preciso de um pouco mais de dedicação das pessoas, mas o resultado compensa, segundo Birck. “Se você for adquirir um produto orgânico, pagará mais caro do que o não-orgânico, mas estará comprando o seu próprio remédio que é o alimento.”

Agroecologia

O palestrante destaque no Dia da Alimentação foi presidente da Cooperativa de Agricultores Ecologistas de Garibaldi (Coopeg), Jorge Luis Mariani. Formado em enologia, morou fora durante um tempo e decidiu voltar para a sua verdadeira vocação: a agricultura familiar. Com sotaque italiano e um jeito expansivo de se articular, Mariani conquistou a simpatia da plateia pelo discurso inteligente, prático e colaborativo. Empenhado em produzir alimentos de maneira menos agressiva ao homem e ao meio ambiente, Mariani idealizou a Coopeg que tem sua atividade baseada em produtos orgânicos sem o uso de agrotóxicos. “Quanto tive a ideia da agroecologia fui chamado de louco. Eles disseram, se com veneno não dá, imagina sem.” Mariani seguiu adiante e focou sua meta. Hoje, a Coopeg tem 46 famílias em oito municípios.

Matéria e fotos: Andreia Rabaiolli

Secretário Marcelo Mallmann - Matrículas e rematrículas iniciam no mês de novembro na rede pública municipal


Matrículas e rematrículas iniciam no mês de novembro na rede pública municipal

Pais e responsáveis devem ficar atentos para o período de matrícula e rematrículas da rede pública municipal de Estrela. De 5 a 12 de novembro as escolas de Estrela estarão recebendo a documentação. Conforme o secretário Marcelo Mallmann, os pais devem procurar diretamente os educandários. “As secretarias das escolas estão preparadas para receber os documentos e esclarecer as dúvidas pertinentes”, revela.

Hoje, 3113 alunos frequentam uma das 21 escolas localizadas nos bairros e no interior do município, seja na Educação Infantil ou no Ensino Fundamental. Para cada nível, no entanto, há uma documentação específica. No caso das Emeis, os documentos exigidos são a ficha de rematrícula preenchida, o atestado de vacinação – que é emitido pelo Posto Central de Saúde -, atestado de trabalho e comprovante de renda dos pais ou responsáveis atualizados e comprovante de residência (conta de água ou luz).

Já para as Emefs, tanto no caso de matrícula quanto rematrícula, pede-se cópia da certidão de nascimento da criança, comprovante de residência, uma foto 3x4 e o atestado de vacinação. No caso de transferência de escola, deve-se levar o documento de transferência emitido pela escola de origem.

O secretário Mallmann salientou que o próximo ano marcará a abertura de 120 novas vagas na Educação Infantil com a abertura da Emei Paulo Freire, no Bairro das Indústrias. As vagas neste caso serão ocupadas pelas crianças já inscritas em fila de espera no município. Os pais serão chamados diretamente pela Secretaria de Educação.

Informações e contatos das escolas do município podem ser obtidos no sítio da prefeitura, através do endereço eletrônico www.estrela.rs.gov.br

Matéria: Jônatas dos Santos

Seis esquetes estarão em evidência na Mostra de Teatro do Espaço da Arte de Estrela


Seis esquetes estarão em evidência na Mostra de Teatro do Espaço da Arte de Estrela

Arte teatral em cena novamente em Estrela. Evento envolverá 120 alunos da cidade, em dois dias de programação, na Soges.

O Espaço Arte de Estrela promove dias 21 e 22 de outubro sua Mostra de Teatro. O evento vai acontecer na Soges, às 20h. A atividade, feita em parceria com a Secretaria de Cultura e Turismo (Secultur) e Colégio Santo Antônio, envolverá 120 alunos e “teatreiros”, que prepararam as peças durante o ano e agora irão mostrá-las à comunidade. O professor Fernando Tepasse promete muito empenho, criatividade e imaginação.” É um momento em que pais e a sociedade podem apreciar a arte teatral produzida no município”, diz ele. Serão dois dias de apresentações com esquetes de 15 a 30 minutos cada.
Na terça-feira (21), os alunos do Colégio Santo Antônio apresentam suas peças e na quarta (22) é a vez dos integrantes do Núcleo de Cultura subirem ao palco. Além das seis esquetes, um dos grupos irá apresentar uma coreografia de dança para animar ainda mais a Mostra. O Ingresso custa R$ 10 e pode ser adquirido na Secultur, diretamente com os alunos ou na hora.

Esquetes terça, dia 21
1ª peça – “O que é ser criança”
2ª peça – “As bonecas”
3ª peça – “Encontros”
Coreografia: “Camarada d´água”

Esquetes quarta, dia 22
1ª peça – “A Casa dos Monstros”
2ª peça – “Como se joga esse jogo”
3ª peça – “O fruto proibido"
Coreografia: “Camarada d´água”

Fique atento
O que: Mostra de Teatro em Estrela
Quando: 21 e 22 de outubro, às 20h
Onde: Soges
Ingresso: R$ 10, na Secultur, com alunos ou na hora

Matéria: Andreia Rabaiolli