Prefeitura de Estrela-RS - Meio Ambiente faz aplicação em 190 cães no Bairro Imigrantes


Meio Ambiente
Estrela faz aplicação em 190 cães no Bairro Imigrantes 

Em 190 cães do Bairro Imigrantes, a equipe do Meio Ambiente aplicou vermífugo ou hormônio anticoncepcional para diminuir a população de bichos e zelar pelo bem estar dos animais e moradores

A equipe da Secretaria do Meio Ambiente de Estrela mobilizou o Bairro Imigrantes nos últimos dois sábados (17 e 24 de janeiro) para aplicar anticoncepcionais em cadelas e desvermifugar cães. Foram feitas aplicações em 190 animais. A ação realizada em parceria com agentes de saúde teve como objetivo diminuir o abandono e evitar a incidência de carrapatos nos animais.
O veterinário da prefeitura Luis Cesar Schauenberg diz que este tipo de ação é executada com frequência, principalmente em bairros onde a população de cães é grande. “O Imigrantes é um dos bairros com maior número de animais. Essas ações foram feitas no ano anterior e queremos manter a frequência. Enquanto fizemos a aplicação,aproveitamos para conversar com a população sobre a posse responsável.”
A posse responsável está ligada ao bem estar animal, cuidar para que ele tenha alimentação e água e que as coleiras não estejam apertadas. Zelar para que não sejam abandonados quando estão velhinhos. 
O município investe na saúde e sanidade dos “bichanos” por questão de carinho e humanidade, mas também para proteger os humanos já que zoonoses interferem na saúde das pessoas e do meio ambiente. 
Duas ações já foram feitas esse ano no Bairro Imigrantes por solicitação dos moradores e agentes de saúde. “A comunidade é participativa, colabora levando os animais até a equipe.” A aplicação é feita duas vezes por ano no Bairro, já que o hormônio anticoncepcional é válido por seis meses.

Ninhadas de animais
Schauenberg diz que é comum em época de férias aumentar o número de cães na rua por abandono. Em 2015, ele ainda não detectou este aumento. “Ainda não terminou o verão, no final do período nós contabilizamos os recolhidos.” Ninhadas são abandonadas. Esse é um problema que Estrela enfrenta em todos os bairros. “Os filhotes são largados em caixas de papelão em terrenos baldios.” O descaso dos humanos traz muito transtorno à população e para a prefeitura é um problema de difícil solução. O canil de Estrela vive no limite de lotação: mais de 60 animais. Por isso, o uso da posse responsável como frisa o veterinário se torna essencial.

Prefeitura de Estrela-RS - Educação - Início de matrículas na Emei Paulo Freire alegra pais em Estrela


Educação
Início de matrículas na Emei Paulo Freire alegra pais em Estrela

Pais que fizeram matrículas na escola infantil Paulo Freire, no Bairro das Indústrias, estão empolgados com a organização e a infraestrutura. Inauguração é dia 7

A Secretaria Municipal de Educação de Estrela (Smed) abriu esta semana as matrículas para a Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Paulo freire, que será inaugurada dia 7 de fevereiro, às 10h, no Bairro das Indústrias. 
Obra esperada há vários anos pela comunidade, a escola infantil foi construída pelos padrões do governo federal, já que a verba provém da União: R$ 1.297.089,08 com contrapartida de Estrela de R$ 132.776,31.
Uma equipe da Smed está durante toda a semana na escola agilizando o processo de matrículas, agendando horário para evitar a formação de filas.
Conforme o secretário da escola, Willian Tiago Clasen, as impressões dos pais sobre a Paulo freire são positivas. “Pelo que podem observar daqui da secretaria, eles estão encantados com a estrutura.” Segundo Clasen, o aguardo pela Emei foi grande e muitos estavam ansiosos pela novidade. “O que a escola vai fazer pelos alunos é educar e cuidar enquanto estiverem aqui ”
Com capacidade para 120 crianças, atenderá quatro berçarios e dois maternais. “A maior procura é pelos berçários porque as mães trabalham e não tem com quem deixar os bebês”, explica Clasen. 

Para os pais, sorte grande

O técnico em eletrônica Inácio Sieben aproveitou as férias para levar a mulher Júlia Inês Silveira fazer a matrícula de Estevan que está com nove meses. O pequeno frequentará o berçário e os pais estão empolgados com a conquista da vaga. “Estávamos aguardando desde que ele nasceu.” Para o técnico em eletrônica, a escola infantil é uma vitória da população que aguardava há muito por uma escolinha moderna para absorver as vagas. “Nós nos sentiremos seguros com o Estevam aqui, sabendo que profissionais experientes estarão trabalhando. Uma sorte conseguir vaga em uma creche como esta.”
Já Adriana Bastos que mora no Bairro das Indústrias suspira de alívio por ter onde deixar o filho Enzo Gabriel de sete meses. “Eu trabalho, ganho salário mínimo e pago babá. Para sustentar a casa fica complicado”. Com a vaga garantida, é alívio para o bolso.
Francieli da Silva fez terça-feira a matrícula da filha Yasmin que completará quatro meses. Ela considera uma oportunidade aos pais ter onde deixar os filhos em segurança. “Assim poderei trabalhar em paz.” Não teve a mesma sorte com o filho maior, de sete anos. “Na época não havia conseguido vaga para ele.” A expectativa com a escola para Yasmin são as melhores e ela faz questão de estar presente na inauguração. “Está bonita, a pintura, os brinquedos novos e a organização. Sei que minha filha ficará bem cuidada.”

A escola
- Com uma sala de informática com 20 computadores, os professores que atuarão na Paulo Freire começarão a introduzir a vida digital para os alunos a partir do maternal.
- A Emei tem mais de 1,1 mil metros quadrados de área construída e contará com oito salas, que atenderão crianças de quatro meses a seis anos.

Prefeitura de Estrela-RS - Secultur Exposição exibe roteiros alternativos em época de férias


Secultur

Exposição exibe roteiros alternativos em época de férias

Em época de alta temporada no litoral, que tal um roteiro alternativo que lembra das belezas da natureza e retrata a história cultural? A Secultur organizou uma lista de destinos diferentes que estão em exposição até 4 de fevereiro

Iniciada em janeiro,a exposição Viajando pelo Rio Grande que está sendo realizada na Secretaria de Cultura em Estrela (Secultur) vai até 4 de fevereiro e exibe uma coletânea de imagens e folheteria de pontos turísticos do Estado. Em 14 displays, a historiadora Letícia de Oliveira pinçou destinos alternativos para quem quer fugir do Litoral Norte. “A exposição foi neste período porque é justamente o momento de férias, em que as pessoas viajam. Muitas procuram novas possibilidades de roteiros. A mostra é uma forma de divulgar as belezas e a diversidade do Rio Grande do Sul”, explica Douglas Daroit, da Secultur.

Roteiros em imagem
Entre os pontos turísticos do pampa a serem retratados, destaque para a Rota das Missões, com informações sobre São Borja, primeiro dos Sete Povos das Missões e terra de presidentes, São Borja é uma das cidades mais importantes da histórica política brasileira. A exposição exibe ainda o artesanato das missões e o Caminho de Santiago do Brasil, na região Central. É um roteiro místico e religioso em que os 147 quilômetros em meio ao verde da região missioneira sugerem uma busca pela contemplação e reflexão.
Em um dos displays, está evidenciado São Pedro do Sul, onde há o Sítio Paleobotânico da Ermida – área que apresenta grande quantidade de fósseis vegetais. 
A Rota Romântica, região turística da Serra Gaúcha e grande Porto Alegre também têm vez na exposição. É um charmoso roteiro localizado bem próximo a capital do Estado, onde a cultura alemã e o clima europeu são destaques.
Veranópolis, terra da longevidade também exibe atrações assim como a rota Caminho dos Tropeiros. A exposição não poderia deixar de abordar a rota local Delícias da Colônia, que atrai principalmente pessoas da terceira idade para um “tour” por três cidades do Vale do Taquari: Estrela, Colinas e Imigrantes. “É uma rota muito frequentada”, salienta Daroit.
Faltam poucos dias para que a exposição seja encerrada, mas ainda dá tempo de uma visita a Secultur e ficar por dentro dos pormenores de cada roteiro para depois aproveitar a hospitalidade de cada comunidade enquanto as férias ainda estão em alta. 

Visite a Secultur de Estrela
Exposição: Viajando pelo Rio Grande vai i até 4 de fevereiro
Visitação: 8h às 11h30/13h30 às 17h
Entrada franca

A Colonização de Estrela-RS

Monumento em homenagem ao fundador de Estrela-RS

A colonização sistemática de Estrela iniciou por volta de 1856, quando foi criada a Colônia de Estrela, na fazenda de Vitorino José Ribeiro, entre os arroios Estrela e Boa Vista. Em 1861, Antônio Vitor de Sampaio Menna Barreto transferiu-se com a sua família para a sede da fazenda e seu padrasto, Vitorino José Ribeiro, obedecendo à legislação vigente, requereu a medição de suas terras constituindo o que é hoje a área urbana e suburbana de Estrela e seus arredores.

Em 1865, Antônio Vitor mandou abrir grandes picadas como a da Boa Vista, Picada Grande e outras, nas quais se estabeleceram colonos que vinham em grande número das zonas de São Leopoldo e Feliz, que foram os pioneiros da colonização alemã em Estrela. 

Pesquisa - Airton Engster dos Santos

Fonte: Memorial da Aepan-ONG

Estrela-RS no século XX - Anos 1960 a 1969 - Pesquisa de Airton Engster dos Santos



1961 
– Em 11 de agosto é fundado o Sindicato dos Metalúrgicos local.

1962 
– Inaugurada em 20 de setembro a ponte que liga Estrela a Lajeado na BR 386.

1963 
– A 6 de maio, entra em atividade o Sindicato dos Pequenos Agricultores.

1964 
– O serviço de Água e Esgoto passa a esfera Estadual.
– É instalada a Inspetoria do Imposto de Renda, do Alto Taquari.
– Em 12 de dezembro é instalada a unidade do corpo de Bombeiros.
– Fundada e Instalada em 23 de janeiro, a Caixa Econômica Federal.
– Foi criado o Grupo de Danças Folclóricas Alemãs.

1965 
– Assinado um acordo com a Cohab em 15 de junho, para construção de 28 casas populares.

1966 
– Em 13 de janeiro, é fundado o Jornal Nova Geração.
– O Município comemora 90 anos de emancipação com extensa programação, incluindo a Feira de Maio, com exposição industrial, comercial e agrícola.

1967 
– Em 18 de agosto foi fundada a Escola Cantinho do Sorriso APAE.

1968 
– É criada a Bandeira oficial do Município, pela Lei nº 920, de 19 de dezembro.

1969 
– Em 24 de setembro 15 comerciantes fundam o Clube do Diretores Lojistas.

Eventos que marcaram Estrela-RS no século XX - Anos 1960 a 1969 - Pesquisa de Airton Engster dos Santos